Geral

Controle de acesso de alunos: como fazer de forma eficiente

Costumamos ouvir que a escola é uma segunda casa para os nossos filhos. Nesse ambiente, eles adquirem conhecimento, convivem com outras crianças e estão sempre em segurança, ou pelo menos é isso que seus pais esperam. 

Ao colocar o filho na escola o pai fica mais tranquilo e confiante, pois aquele ambiente está cercado por pessoas capacitadas para lidar com as crianças e não há riscos de que pessoas perigosas e mal intencionadas tenham acesso ou que as próprias crianças possam sair dele sozinhas. 

Na teoria, isso tudo funciona muito bem, mas sabemos que na prática, infelizmente, nem sempre é assim. Proporcionar um ambiente seguro e confiável para pais e alunos também faz parte das atribuições de uma diretoria escolar, porém em nenhum lugar estamos livres de perigos. 

No que diz respeito ao contato com estranhos ou a possibilidade de uma criança sair sozinha, a escola pode e deve ter total domínio da situação. Por isso, diversas instituições vêm investindo no controle de acesso de alunos.  

Por outro lado, muitas escolas ainda ficam inseguras sobre como fazer o controle da forma adequada. Por isso, reunimos as principais dicas para realizar controle de acesso de alunos de forma eficiente.

Controle de acesso de alunos: como fazer de forma eficiente

O controle de acesso de alunos pode ser feito de diferentes formas, algumas, como a lista de presença, já são utilizadas há muitos anos. Muitas delas, porém não são tão eficientes como se espera. 

A lista de chamadas, por exemplo, não garante que o aluno permanecerá na escola durante todo o período de aula, apenas faz um controle de sua frequência. Por isso, outros métodos acabam se tornando mais eficazes. 

Para que o controle de acesso de alunos seja feito de forma eficiente, precisa contar com uma série de ações que se complementam. 

1. Tenha um cadastro completo dos alunos

Pode até parecer bobagem ou óbvio demais, mas o cadastro do aluno deve estar completo e atualizado. Principalmente no que diz respeito aos responsáveis por ele ou pessoas que podem buscá-lo na escola. 

Informações, como se ele tem vínculo com outros alunos também são importantes, se ele estuda em período integral ou se passa o dia na escola, em outras atividades, também são muito importantes.

2. Mantenha os pais sempre próximos

Com a correria do dia a dia é natural que os pais deixem para frequentar a escola dos filhos apenas em datas realmente importantes. Quando a escola conta com um software de gestão que permite o atendimento de forma remota isso se torna ainda mais comum. 

Não é por isso, porém, que a escola vai deixar de investir no relacionamento com os pais. Uma forma de fazer isso sem que eles precisem estar sempre na instituição, presencialmente, é utilizar um calendário online. Essa ferramenta vai permitir que os pais estejam sempre informados sobre as atividades que os filhos terão na escola e os horários que serão dispensados. 

3. Evite o acesso de estranhos

É claro que as escolas já mantém pessoas estranhas bem longe de seus portões, mas o que pode acontecer é um parente distante de um aluno ou um vizinho tentar se aproximar da criança ou de seus colegas. 

Mesmo que a pessoa se identifique como parente, pai de um colega da criança ou pessoa próxima da família, não permita que ela entre na escola ou interaja com os alunos. Infelizmente, nesses casos, não podemos confiar em ninguém. 

4. Envie comunicados aos pais

O envio de lembretes e mensagens é uma forma de manter os pais sempre informados. Mesmo que eles acompanhem o calendário escolar, no caso de uma alteração ou eventualidade, o envio de lembretes pode ser feito. 

Há também casos em que a criança falta na escola ou, no caso dos adolescentes, sai com a família de outro colega, antes do horário previsto, etc. Em qualquer situação fora do normal, os pais podem e devem ser comunicados

5. Evite meios tradicionais de controle

Lembra quando falamos do controle de alunos por meio de listas de chamada? Pois é, além desse método algumas escolas fazem o controle de acesso de alunos de outras formas. 

Carimbos em carteirinhas ou marcações manuais são formas tidas como tradicionais de fazer o controle de acesso de alunos. 

A desvantagem de métodos como esses é que há muitas chances de erro humano. Seja pelo esquecimento de fazer a marcação, pela marcação incorreta ou pela facilidade em danificar as carteirinhas. Normalmente, elas são de papel, então podem borrar, rasurar, serem perder, molhadas e até copiadas. 

Essa forma de controle pode até funcionar para algumas instituições, mas além de não ser totalmente segura, exige mais tempo e atenção do profissional responsável pela sua análise e controle. E perder tempo não é interessante para nenhuma empresa.

6. Utilize sistemas controladores de acesso

Os sistemas de controle de acesso de alunos são maneiras automatizadas de saber todas as pessoas, não só os alunos, que entram e que saem da instituição de ensino.

Por meio deles, a escola pode criar alguns padrões de identificação – biometria, crachá magnético de identificação, senhas, etc., e ter total controle de quando o aluno entra na escola ou de quando ele sai. É possível, inclusive bloquear o acesso de um aluno, seja para entrar ou sair da escola. 

Caso um pai esteja preocupado com a segurança do filho, por exemplo, ele pode solicitar que a escola libere a sua saída apenas com a presença de um responsável. Sempre que necessário, o pai poderá acompanhar o histórico de acessos diretamente no site da escola. 

Esse tipo de sistema também permite que o pai seja comunicado sempre que o aluno faltar a aula e ter um controle de sua frequência escolar, o que facilita também o trabalho da instituição de ensino. 

Um sistema de controle de acesso de alunos garante total segurança para a escola, para os pais e para as crianças, evitando que estranhos, pessoas perigosas ou mal intencionadas possam entrar no ambiente escolar. 

Muitos sistemas são personalizáveis e podem ser vinculados aos sistemas de gestão escolar já utilizados pela instituição de ensino.  Investir em sistemas automatizados só tem benefícios a oferecer para a sua escola. Veja 7 vantagens que listamos para você.

 

Posts Relacionados

Software para gestão acadêmica: otimize a gestão escolar com tecnologia
Case de sucesso: instituições que aumentaram seus resultados com o software GEO
UniPaulistana: case de sucesso de uso do Software GEO
Como o sistema de gestão escolar GEO ajudou a escola Shekinah a se organizar financeiramente?