Geral

Dia da Mulher: entenda qual a melhor forma de trabalhar o tema na escola


O Dia da Mulher é uma data histórica, marcada por lutas sociais, políticas e pela conquista de direitos das mulheres no mundo todo. Com o passar dos anos, o dia da mulher foi perdendo sua simbologia e se tornando apenas uma comemoração. Isso tem feito com que cada vez menos pessoas saibam o verdadeiro motivo da sua criação.

Por envolver diversos momentos da história do mundo todo, a escola tem um papel fundamental em sua disseminação. Veja neste artigo como inserir o Dia da Mulher na rotina da sua escola. Confira!

Como surgiu o Dia da Mulher

Existem diversas histórias que são contadas como se fossem o marco e a origem da data. Uma delas, e a mais comum de se usar, é a de um incêndio que aconteceu em uma fábrica têxtil em Nova York.

O incêndio começou inesperadamente enquanto as operárias trabalhavam. A falta de portas adequadas para aquele ambiente, além de outros fatores, impediu com que aquelas mulheres saíssem do local. Cerca de 130 operárias morreram carbonizadas e tantas outras tentando fugir, pulando das janelas do prédio. 

Há relatos de que aquelas mulheres vinham brigando por melhores condições e segurança no trabalho e que o incêndio teria sido provocado.

Uma das reivindicações era, justamente, que o prédio contava com portas que abriam para o lado de dentro e eram muito estreitas. Além de ficarem grande parte do tempo de trabalho trancadas. O que dificultaria a fuga em caso de uma emergência. 

O acidente, que aconteceu em março de 1911, foi apenas mais um motivador para a criação do Dia da Mulher. Diversos eventos, manifestações e luta por igualdade econômica e política no país vinham acontecendo há algum tempo. Apesar disso, o Dia da Mulher foi oficializado pela ONU apenas em 1975. 

Porém, com o passar dos anos, o Dia da Mulher foi perdendo sua verdadeira significação e representatividade. Conhecer a história da data e por que ela surgiu é fundamental para entendermos diversos contextos e normas definidas pela sociedade. Veja como inserir essa comemoração em sua rotina escolar. 

Luta por direitos e não por presentes

Todo mundo gosta de ganhar presentes, não só as mulheres, e elas podem ser presenteadas nessa data. Porém, deve-se entender o porquê da existência da data e investir em um presente que resgate sua história.

Muitas mulheres também não sabem por que o Dia da Mulher foi criado e essa é uma ótima oportunidade de fazer com que os alunos levem essa informação para as mulheres de suas famílias – e para os homens também. 

Algumas ações e atividades vão envolver os alunos de uma forma lúdica, divertida e inspiradora, fazendo com que eles queiram compartilhar esse conhecimento. 

Coloque livros na biblioteca escolar que falem sobre o tema

No mercado editorial, existem diversos livros que contam a história da luta feminina de forma divertida, criativa e muito lúdica. Ideal para trabalhar com as crianças menores. Veja algumas opções:

50 Brasileiras Incríveis Para Conhecer Antes De Crescer

O Brasil teve diversas heroínas em sua história, mas pouco se fala sobre elas. Chica da Silva, Maria da Penha, Cora Coralina e Dandara são apenas alguns nomes que participaram da luta por direitos femininos no Brasil. O livro de Débora Thomé traz a história de 50 brasileiras incríveis com uma linguagem simples para as crianças. 

As Cientistas – 50 mulheres que mudaram o mundo da engenharia industrial à física quântica

Quando pensamos em cientistas, nos vêm à cabeça a imagem de homens, mas as mulheres também tiveram um papel fundamental nessa área.

Neste livro, escrito por Rachel Ignotofsky, as crianças vão descobrir quem são as mulheres pioneiras na ciência. Essas mulheres enfrentaram o conservadorismo para estudar e desenvolver suas pesquisas. 

Histórias de Ninar Para Garotas Rebeldes

Esse livro ilustrado teve a participação de mais de 60 artistas femininas e foi criado por Elena Favilli e Francesca Cavallo. Nele, estão as histórias de 100 incríveis mulheres do passado e do presente com histórias relevantes para a construção e desenvolvimento da nossa sociedade. O livro pode ser utilizado com alunos de todas as idades. 

Indique filmes para os alunos assistirem com suas famílias 

O cinema está repleto de histórias inspiradoras de mulheres. Um de seus maiores benefícios é que a criança pode ver junto com a família. Tem opções para todas as idades, de animações até biografias. Indique um filme como atividade para a casa e depois faça o debate em sala de aula. Veja a lista.

Powered by Rock Convert

As Sufragistas

O filme de 2015 é como um documentário. A ficção mostra a luta das mulheres pelo direito ao voto na Inglaterra no final do século XIX. Na época, havia forte repressão política e familiar, o que fez com que as mulheres tivessem que se unir e lutar para ganhar voz. Classificação: 14 anos. 

Estrelas além do tempo

O filme de 2016 é baseado na história real de mulheres no mercado de trabalho. Três matemáticas que enfrentam o preconceito de serem mulheres e negras dentro da NASA nos anos 1960. Mesmo com uma brilhante capacidade intelectual, essas mulheres tiveram que brigar para ter seu espaço e reconhecimento na área. Classificação: Livre.

Malala 

A história foi contada em livro primeiro e em 2015 o filme da paquistanesa foi lançado. Malala foi baleada por uma armada Talibã por estar lutando pelo seu direito e de outras meninas a terem acesso à educação.

O documentário mostra como, em diversos locais do mundo, as mulheres não têm direitos básicos. Malala ganhou o Nobel da Paz em 2014. Classificação: 12 anos. 

Valente

A animação da Disney de 2012 conta a história de Merida. Uma menina criada para ser a sucessora perfeita do trono. Porém, ao ter sua mão prometida em casamento sem o seu consentimento, a menina Valente quebra a tradição de seus ancestrais e vai embora para trilhar seu caminho. Classificação: livre

Moana

O filme de 2017 conta a história de uma havaiana independente e determinada, a única que pode salvar o seu povo. Além de mostrar a coragem da personagem e fugir do estereótipo de princesa que espera o príncipe para ser salva, Moana tem pele escura e cabelos crespos.

A representação quebra diversos estereótipos e ajuda no empoderamento de diversas meninas. Classificação: Livre.

Mulan

É uma das animações mais antigas a mostrar a luta e a força feminina contra padrões impostos. A garota chinesa se vê obrigada a se disfarçar de homem para poder lutar na guerra no lugar de seu pai idoso.

Mulan é forte, corajosa e questiona os papéis de gênero que são impostos na sociedade, mostrando que é uma grande guerreira. Classificação: Livre.

Todas as obras que listamos acima são ótimas indicações para iniciar os debates sobre o Dia da Mulher. Envolva seus alunos nesse tema, converse e motive-os a destacar a forma com que veem o papel da mulher na sociedade. Serão momentos enriquecedores. 

Leituras recomendadas: