Administrativo

Dúvidas ao fazer sua gestão pedagógica? Então tire agora!

A gestão pedagógica é um dos pilares da administração escolar, responsável pela implementação do sistema de ensino numa instituição. Por outras palavras, ela faz acontecer a formação acadêmica dos alunos, desempenhando uma função elementar na construção de reputação da escola.

O profissional especialista responsável pela gestão pedagógica costuma ser o coordenador pedagógico. Contudo, quando nos referimos a cursos livres, é comum o próprio dono do projeto assumir esse papel. Mas o que implica a coordenação escolar?

Este assunto, curiosamente, gera muitos questionamentos entre profissionais da área, mas ainda é pouco difundido internet afora. Perante a realidade, decidimos elaborar este conteúdo, no qual abordamos cinco das principais dúvidas sobre o assunto. Vamos às respostas?

Integração entre todos os envolvidos

Ao mesmo tempo em que é considerada das maiores responsabilidades do coordenador pedagógico, integrar as pessoas inseridas na comunidade escolar é um enorme desafio para o profissional competente.

Na prática, significa que um dos objetivos-chave da gestão pedagógica é integrar pais, alunos, professores e direção. A comunicação entre as partes é fundamental ao bom desenvolvimento acadêmico e, também, contribui para um ambiente escolar saudável.

Seleção do corpo docente

Quando a instituição de ensino é instaurada, é imprescindível que já se tenha objetivos e propósitos que constituam o sistema escolar, de modo a estabelecer critérios, princípios e políticas adequadas. São esses fatores, por exemplo, que devem nortear a seleção do corpo docente.

Powered by Rock Convert

Ou seja, numa boa gestão pedagógica, os professores são escolhidos de acordo com a capacidade de cumprir requisitos. Por exemplo, a formação acadêmica do candidato é condizente com os princípios e critérios da escola (técnica e ideologicamente)? Experiência com recursos tecnológicos é crucial?

Engajamento e motivação dos professores

Gerenciar o corpo docente também é uma das finalidades da gestão pedagógica. Além de analisar o desempenho, discutir situações, planejar medidas, entre outras atribuições, o coordenador pedagógico precisa manter os professores engajados.

A motivação, entenda-se, é um estímulo que tem de partir do ambiente de trabalho, isto é, vai além dos salários ou bonificações — embora saibamos que tais recompensas são bem recebidas e geram bons resultados. Quer exemplos? Pois bem, vejamos alguns:

  • comunicação frequente;
  • equipamentos de ponta;
  • capacitação profissional;
  • autonomia.

Esse último ponto, inclusive, é muito importante para o professor apresentar soluções e aplicar estratégias que ele entenda como apropriadas. Lembre-se: o professor é a figura mais próxima dos estudantes no âmbito escolar, portanto as barreiras acabam por desestimulá-lo.

Definição de metas e acompanhamento de resultados

Fora as atribuições que mencionamos até aqui, a gestão pedagógica envolve estabelecer de metas e, evidentemente, acompanhar resultados. A partir dos objetivos propostos pela direção, o coordenador pedagógico tem a missão de criar metas aos professores, por exemplo, para que elas sejam alcançadas.

Ao tirar as suas dúvidas a respeito de gestão pedagógica, provavelmente você notou que estamos falando de uma área repleta de desafios, não é mesmo? Portanto, tendo em vista facilitar a administração, a implementação de um bom software de gestão escolar é muito bem-vinda. Entendido?

Aproveitando que falamos em integração entre todos os envolvidos na comunidade escolar, aprofunde seus conhecimentos e saiba quais as vantagens de ter um psicólogo atuando na escola. Acompanhe!