Geral

Passo a passo para criar uma pesquisa de satisfação para pais e alunos

A pesquisa de satisfação para pais e alunos é uma forma de medir a qualidade do serviço prestado e identificar insights para aplicar melhorias. Essa estratégia não é muito comum entre as instituições de ensino, pois acredita-se que os pais já manifestam sua opinião em reuniões e outras situações. 

Porém, a pesquisa de satisfação para pais e alunos é uma forma de estimular a avaliação desses dois públicos. Neste artigo, mostramos um passo a passo de como criar uma pesquisa para a sua instituição. Confira!

Por que fazer uma pesquisa de satisfação para pais e alunos?

As escolas são empresas que vendem serviços e dependem de seus clientes assim como qualquer outra. A diferença é que, por estar associada a um setor de necessidade básica, muitas vezes, a educação não é vista como um serviço contratado. Essa atitude parte tanto dos pais e alunos, quanto dos próprios gestores escolares. 

A prestação de serviços, bem como a venda de produtos, deve garantir que seu clientes estão sendo bem tratados, com as expectativas e necessidades atendidas. Isso só é possível quando a empresa sabe exatamente como está sendo a relação entre a empresa prestadora e o usuário do serviço. 

Nesse sentido, a pesquisa de satisfação surge como uma aliada. No caso das escolas, é possível identificar falhas no processo, problemas ou falta de comunicação, falta de alinhamento com o que é esperado pelo cliente e até o descumprimento do que foi contratado. 

Após receber todas as informações, a escola tem a possibilidade de criar e aplicar estratégias para melhorar o serviço. A pesquisa de satisfação para pais e alunos vai melhorar não só o seu relacionamento com o cliente, mas também o serviço de forma geral. 

O que avaliar em uma pesquisa de satisfação?

Antes de iniciar a pesquisa de satisfação para pais e alunos, a escola deve identificar os pontos que deseja avaliar, listá-los e encontrar as melhores formas de aplicar cada questão. 

Os pontos de avaliação podem variar de acordo com os serviços oferecidos pela instituição. Isso quer dizer que instituições de ensino básico, ensino superior, cursos livres, etc., contam com particularidades em seus serviços. Com isso, é possível avaliar: 

  • Número de alunos por turma;
  • Cursos disponíveis;
  • Infraestrutura;
  • Grade curricular;
  • Corpo docente;
  • Atualização de materiais pedagógicos;
  • Atendimento profissional;
  • Preços e Formas de pagamento;
  • Gestão administrativa;
  • Cultura da instituição, entre outros. 

A escola não precisa fazer uma avaliação de todos os pontos da sua estrutura. Pode dedicar seu questionário para responder apenas questões mais complexas de todo processo, se achar mais importante.

Passo a passo para fazer a pesquisa de satisfação para pais e alunos

A pesquisa de satisfação para pais e alunos proporciona benefícios para todos os envolvidos na comunidade escolar. Porém, nem todas as pessoas se sentem confortáveis ou querem responder uma pesquisa. 

A comunicação não pode ser invasiva, o cliente deve passar por um processo natural, onde se prontifica a responder as questões e não se sente constrangido. Pior do que receber um feedback negativo dos clientes é a falta de respostas, pois não revela um panorama da situação da escola e não permite que melhorias sejam aplicadas. 

O passo a passo a seguir foi criado com o objetivo de auxiliar os gestores que desejam criar uma pesquisa de satisfação para pais e alunos, mas não sabe por onde começar. Acompanhe. 

1. Identifique os pontos a serem avaliados

Como falamos anteriormente, a escola deve listar o que deseja avaliar. Essa informação vai guiar os próximos passos. Principalmente a criação do questionário, que deve ser feito baseando-se nas respostas que se deseja obter. 

2. Defina o tipo de questionário

Esse tópico está separado do próximo pela seguinte questão: o tipo de questionário vai influenciar diretamente na formulação das perguntas. Por exemplo, o objetivo é fazer uma avaliação que apresente a quantidade de respostas para x ou y. Nesse caso, o questionário deve ser de múltipla escolha. 

Se o objetivo é reunir a opinião dos clientes sobre determinados assuntos, a pesquisa deve ter campos para serem preenchidos. 

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

3. Crie o questionário

Insira questões básicas, como informações sobre o perfil do cliente, como idade, quanto tempo está naquela unidade, etc. Não solicite nomes e informações pessoais, isso pode inibir algumas respostas. 

Faça perguntas gerais, onde o cliente pode responder de 0 a 10, seu nível de satisfação, se recomendaria ou não a instituição, etc. 

2. Escolha uma forma de divulgação

Existem diversas formas de compartilhar uma pesquisa de satisfação para pais e alunos. Uma delas é deixar uma caixa de sugestão na recepção, porém não é tão efetiva, já que depende da motivação do cliente. 

A outra opção é distribuir os formulários entre os alunos, pedir que levem para a casa e respondam junto com seus pais. O risco é que no percurso, os estudantes podem perder os formulários. Além disso, na correria do dia a dia, os pais acabam deixando o papel de lado. 

O site da escola é um canal de fácil acesso, a pesquisa pode ser divulgada nas reuniões, por SMS ou apenas ficar destacada de forma bem posicionada. Com essa estratégia a escola fica na dependência de os pais acessarem o site e encontrarem a pesquisa de forma independente. Para evitar isso, divulgue sua pesquisa.

Outra sugestão é entrar em contato por telefone.A pesquisa pode ser feita de forma rápida e estimular mais respostas, mas os pais podem ficar inseguros quanto ao sigilo da pesquisa. 

O envio por e-mail é uma alternativa que ajuda a divulgar a pesquisa, não interrompe a rotina das famílias e garante o anonimato. Sua principal desvantagem é que pode ser facilmente esquecido. Crie uma sequência para lembrar pais e alunos de responderem a pesquisa. 

3. Prazos

A avaliação deve ser uma ação rotineira. Determine prazos para que a pesquisa seja aplicada, as informações capturadas e mensuradas. Dessa forma, será possível avaliar os períodos que foram satisfatórios ou não.

Sempre que enviar uma pesquisa por e-mail, defina um prazo para que fique disponível e envie lembretes avisando os clientes que não deixaram suas respostas. 

4. Mensure os resultados

Depois de capturar todos os dados, você deverá fazer a análise e avaliação de cada um deles. Utilize um sistema de automação para te ajudar com essa tarefa que pode ser bastante trabalhosa. 

5. Aplique melhorias

O objetivo da pesquisa de satisfação para pais e alunos é identificar quais pontos precisam receber melhorias. Após metrificar os resultados, faça uma análise dos processos que precisam ser reestruturados e receber investimento. Crie estratégias e aplique as melhorias necessárias. 

No final, os clientes verão que valeu a pena participar da pesquisa, pois a escola investiu para tornar o seu serviço melhor. 

A pesquisa de satisfação não deve ser vista como uma vilã, mas sim como uma estratégia que vai ajudar pais, alunos e escola. Crie a sua pesquisa e torne esse processo uma prática com objetivo de melhoria frequente em sua instituição.

Leituras recomendadas

Marketing para escolas: 7-ideias que você pode colocar em pratica em 2019

Evasão de alunos: 5 ideias para sua escola diminuir o número

Compliance para instituições de ensino