Pedagógico

Quais as vantagens de ter um psicólogo na escola?

O trabalho do psicólogo na escola é benéfico de diversas formas. Esse profissional pode prestar apoio para alunos que estão com dificuldade de aprendizado, desenvolveram problemas emocionais, estão sofrendo com bullying, etc. Os pais também recebem apoio, pois o psicólogo pode orientá-los sobre como lidar com questões críticas da infância e adolescência.

Enquanto isso, a gestão escolar terá um profissional dedicado para orientar, instruir e cuidar do emocional e o psicológico dos alunos, identificando também os casos mais críticos e criando estratégias para solucioná-los. Neste artigo, mostraremos quais são as maiores vantagens de ter um psicólogo na escola. Confira!

O que faz um psicólogo na escola?

O psicólogo na escola tem papel fundamental. É o agente de mudanças que promove a reflexão e a conscientização de todos os envolvidos na comunidade escolar.

Esse profissional ajuda a identificar e diagnosticar situação críticas dentro do ambiente e desenvolve ações para tratá-las. Apesar de proporcionar diversos benefícios como um todo, a psicologia escolar é uma área pouco valorizada. Veja como pode beneficiar a sua instituição.

11 vantagens de ter um psicólogo na escola Compreende as etapas do desenvolvimento do aluno

A psicologia defende que a vida humana passa por estágios diferentes, desde os seus primeiros momentos de vida até a fase adulta. As fases são divididas em infância, adolescência e adulto.

Cada uma dessas etapas é formada por padrões de comportamento característicos. Identificar cada um ajuda os educadores a desenvolverem o currículo escolar, com métodos de ensino adequados para cada perfil ou grupo de alunos. 
    1. Ajuda a conhecer os alunos

    O psicólogo na escola ajuda os professores a conhecerem seus alunos, seus interesses, como agem, suas aptidões, além de habilidades que foram adquiridas ou são inatas. Com a psicologia educacional, é possível compreender em qual estágio de desenvolvimento social, emocional, intelectual e físico o aluno está. 

    Além disso, existem aspectos da vida de um aluno que, normalmente, não são observados no ambiente escolar, como por exemplo:

    • Como se comporta quando está em grupo;
    • Como se comporta quando está sozinho;
    • Como se comporta diante de seus responsáveis;
    • Como lida com os conflitos;
    • Quais são os desejos que expressa;
    • Outros aspectos da saúde mental. 

    O psicólogo vai observar, analisar e entender o padrão de comportamento em todos esses fatores. Essas informações ajudarão no desenvolvimento de ações que estimulam o aluno a ter uma atitude mais positiva com relação a sua vida e a si mesmo. 

    1. Auxilia o processo de aprendizagem

    O psicólogo na escola ajuda os professores a adaptarem e ajustarem seus planejamentos de acordo com as particularidades e dificuldades dos alunos. Identificando as áreas em que os alunos têm maior dificuldade de aprender, o psicólogo pode apresentar ideias, soluções e estratégias para serem aplicadas em sala de aula.

    Outro fator importante é que o psicólogo na escola também auxilia no desenvolvimento dos próprios professores. Lidar com os alunos de forma eficaz exige que o professor conheça diversas abordagens, seus princípios e como afetam o processo de aprendizagem. O psicólogo poderá orientar e conduzir o professor nessas etapas. 

    1. Valoriza as diferenças individuais

    Nenhum aluno é como o outro e, em uma sala de aula, com tantas crianças, isso fica mais nítido. Porém, é preciso ter sensibilidade e conhecimento técnico para identificar as diferenças e entender como elas podem impactar no desenvolvimento em sala de aula. 

    Níveis de inteligência, aptidões, gostos e desgostos, tendências e potencialidade são algumas características que diferenciam os indivíduos. O psicólogo na escola identifica as características dos alunos e valoriza as diferenças entre eles. Com isso, o processo de ensino será cada vez mais personalizado. 

    1. Resolve os conflitos 

    Uma escola vive diferentes tipos de conflito: bullying, discussões entre alunos, divergências de opiniões, mau comportamento etc. Ter um psicólogo na escola vai ajuda gestores, professores e alunos a lidarem melhor com essas situações. Esse profissional esclarece e instrui o aluno sobre como agir da melhor forma e superar o problema. 

    Algumas escolas contratam profissionais que fazem visitas ou atendem na instituição algumas vezes por semana. Porém, para ter sucesso, é necessário que o psicólogo acompanhe a dinâmica da escola, das aulas, dos grupos de alunos e as características comportamentais de cada um. 

    1. Identifica contextos de violência

    Além de ajudar a lidar com os conflitos, o psicólogo também pode identificar contextos de violência dentro da escola que podem levar a algum tipo de conflito, seja com outros alunos ou individuais. 

    Com base em padrões de comportamento apresentados, o psicólogo identifica quais alunos estão passando por algum tipo de conflito. Normalmente, os contextos de violência estão relacionados com bullying, abuso, uso de drogas, entre outros.

    1. Ajuda no desenvolvimento dos professores

    O psicólogo na escola também atua como um orientador profissional, ajudando no desenvolvimento das habilidades dos professores. O objetivo do trabalho, nesse caso, é amplificar as qualidade e habilidades que esses profissionais precisam para lidar com os alunos e conteúdos em sala de aula. 

    1. Identificar métodos de ensino mais eficazes

    O psicólogo descobre novas abordagens, princípios e técnicas que podem ser aplicados ao processo de ensino de forma efetiva. O profissional valoriza e destaca a importância da dinâmica em sala de aula e de ter um espaço com jogos, atividades e brincadeiras focados na educação.

    Dessa forma, novos métodos de ensino mais eficazes são inseridos na rotina escolar e os alunos aprendem de forma divertida e saudável. 

    1. Cuida da saúde mental de alunos e professores

    A escola é um ambiente alegre, divertido e que estimula o aprendizado, mas, ao mesmo tempo, pode ser assustador, desmotivador e inibir o desenvolvimento dos alunos. Compreender a saúde mental dos alunos e professores é o primeiro passo para a busca pelo equilíbrio do ambiente. 

    O psicólogo reconhece quais são os fatores que causam ou contribuem para a carência de saúde mental nos alunos e aplica soluções para que essa questão seja resolvida. Com isso, promove o cuidado com a saúde mental não só dos alunos, mas dos professores que também são afetados por essa realidade. 

    1. Orienta e aconselha

    As crianças devem receber orientação em todas as fases de sua vida. As habilidades psicológicas, interesses e aprendizagens são diferentes de uma pessoa para outra, por isso esse acompanhamento é fundamental.

    Ao chegar à fase de preparação para o vestibular, o psicólogo na escola vai auxiliar com a orientação vocacional, identificando as áreas onde os alunos têm mais aptidão. Esse profissional também pode orientar o aluno que não se sente preparado para começar uma graduação assim que terminar o ensino médio. 

    1. Apresenta novos caminhos para os princípios de avaliação

    Por muitos anos, as avaliações e provas foram vistas como modelos para testar a inteligência de um aluno. Isso acabava causando uma pressão e ansiedade muito grande nas famílias e nos estudantes. Com o passar dos anos, foi comprovado que nem sempre uma avaliação consegue mostrar toda a capacidade da criança. 

    Os psicólogos tiveram grande participação nessa descoberta, pois avaliam cada aluno como um indivíduo com necessidades e características individuais. Desde então, novas técnicas vêm sendo aplicadas, juntamente com testes psicológicos, onde as notas finais não são o fator mais importante. 

  • Ter um psicólogo na escola é fundamental, pois esse profissional poderá dar suporte em diferentes áreas da instituição. Faça esse investimento e você verá as melhorias que a sua escola vai alcançar. 

    Leituras recomendadas: